Brincando com Pipas leva diversão e informação para 5 mil alunos de Suzano

03/10/2017
Realizado pela EDP São Paulo, terceira edição do projeto terá início na próxima quarta-feira (04) com a entrega do livro “Sofi, a Pipa Bailarina”
Disseminar conceitos de segurança e conscientizar os jovens sobre os riscos da aproximação com a rede elétrica. Esse é o objetivo do projeto Brincando com Pipas, programa realizado pela EDP Brasil, por meio do Instituto EDP.

Pelo terceiro ano consecutivo, a ação chega a escolas de Suzano, em São Paulo, para onde levará informações sobre o convívio seguro com a rede elétrica para cinco mil crianças e adolescentes. O projeto oferece palestras sobre energia, melhorias nas escolas e uma competição que escolhe o papagaio mais bonito.

O pontapé inicial será na próxima quarta-feira (04), com a entrega do livro “Sofi, a Pipa Bailarina” para alunos do primeiro ano do ensino fundamental da Escola Municipal Odário Ferreira da Silva. A obra, da escritora e psicopedagoga Solange Garcia foi criada especialmente para a iniciativa.

Na história, Vitor e seu pai constroem e se divertem com Sofi. A narrativa, contada em versos que exaltam as brincadeiras ao ar livre com a família, nos leva a uma prazerosa atmosfera de sonho. Enquanto isso, são destacadas dicas de segurança no brincar. Ao final, um tutorial ilustrado mostra de forma completa como fazer e também como empinar um papagaio.

Além de conscientizar os alunos, a ação também contribui para a redução no número de ocorrências registradas pela EDP nas regiões próximas às unidades de ensino onde o programa é realizado. Em 2015, houve uma queda de 8% nas interrupções do fornecimento de energia em Suzano por causa das pipas e, em 2016, uma diminuição de 13%.

“Com esse cenário, percebemos que é possível salvar vidas por meio da educação”, constata Paulo Ramicelli, assessor de diretoria do Instituto EDP. Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), a brincadeira está entre as cinco principais causas de interrupções no fornecimento e mortes por contato com a fiação. 

O Brincando com Pipas é realizado pela EDP São Paulo, por meio do Instituto EDP, responsável pelos investimentos socioambientais da Companhia, em parceria com a Evoluir, empresa que desenvolve novos e diferentes processos de aprendizagem, além de oferecer conteúdos e tecnologias educacionais que tornam o aprender mais prazeroso, eficiente e significativo. A iniciativa conta ainda com o apoio da prefeitura de Suzano e a secretaria municipal de educação. 

“A partir do programa e suas ações, ampliamos o conhecimento dos alunos sobre segurança e a brincadeira é renovada com a conscientização”, afirma Cristiane Baena, coordenadora do projeto na Evoluir.

voltar para notícias