Acidentes com energia elétrica

Saiba o que é, como evitar e o que fazer em caso de acidentes envolvendo energia elétrica.
 
O que são?

O choque elétrico acontece quando há passagem de uma corrente elétrica pelo corpo em contato com um objeto eletrificado, o que pode provocar queimaduras, parada respiratória ou mesmo paralisia cárdio-respiratória. Por conta da universalidade do uso da energia elétrica e do fato dela ser invisível, qualquer pessoa menos avisada pode vir a ser vítima de um acidente envolvendo eletricidade.

Queimaduras

Conforme a intensidade do choque, as queimaduras resultantes poderão ser:

Superficiais ou de 1ºgrau 
Quando atingem a camada mais superficial da pele,
causando ferimentos leves, vermelhidão e ardor. 

De 2ºgrau 
Comprometendo a superfície e a camada 
intermediária da pele (epiderme e derme),
e provocando bolhas e dor intensa. 


De 3ºgrau 
Quando ocorre lesão da epiderme, derme e de tecidos profundos (músculos, nervos, vasos etc). A pele fica carbonizada ou esbranquiçada e há ausência de dor.






Como Evitar? 
 
Na Rua 
   
Fique longe dos fios e equipamentos da rede elétrica.

Não entre nas áreas das estações de distribuição ou nas de torres de transmissão.    

Não desça do carro se um fio partido cair sobre ele.

Em casa: 

Verifique sempre o estado das instalações elétricas.

Antes de consertos e reformas, desligue a chave geral. Utilize os serviços de um eletricista.

Antes de trocar lâmpadas, desligue o interruptor. Não toque na parte metálica.

Evite usar benjamins ou extensões. Muitos aparelhos ligados na mesma tomada podem causar sobrecarga e curto circuito na fiação.

Desligue o chuveiro antes de mudar a chave verão/inverno.

Não coloque objetos metálicos (facas, garfos, etc.) dentro de equipamentos elétricos.
 
Para limpar ou consertar aparelhos elétricos, desligue-os da tomada.

Nunca manuseie equipamentos elétricos com mãos ou pés molhados.

Nunca mexa no interior de aparelhos de TV e, ao instalar antenas, mantenha distância dos fios elétricos.

Sacadas próximas à rede elétrica merecem muita atenção. Cuidado com o manuseio de objetos metálicos nesses locais.

Criança merece cuidado especial: 
 
Mantenha as tomadas vedadas e os aparelhos elétricos fora do alcance da criança.

Oriente seu filho para nunca empinar pipas perto dos fios da rede elétrica, nem retirá-las caso elas fiquem pregadas na rede. Nunca use fios metálicos para empinar pipas.

O que fazer?
 
O que fazer no caso de acidentes com energia elétrica? 

Desligue imediatamente a eletricidade. Se não for possível, interrompa o contato da vítima com a corrente elétrica, utilizando material não condutor seco (pedaço de pau, corda, borracha ou pano grosso). Nunca use objeto metálico ou úmido.

Se as roupas da vítima estiverem em chamas, deite-a no chão e cubra-a com um tecido bem grosso, para apagar o fogo. Outra opção é fazer a vítima rolar no chão. Não a deixe correr.

Primeiros Socorros 

Localize as partes do corpo comprometidas. Lembre-se que toda queimadura elétrica tem uma "porta de entrada" (por onde entrou a corrente no corpo) e uma "porta de saída" (parte do corpo que fez contato com a terra).

Resfrie os locais afetados SOMENTE com água fria abundante ou panos molhados, por vários minutos. Não aplique manteiga, gelo, pomada ou pasta de dente nos ferimentos.

Em queimaduras de 2º e 3º graus, não perfure as bolhas, não descole as roupas grudadas, nem dê líquidos ou comidas à vítima. Procure um médico imediatamente.

Queimaduras na face, mãos, pés e órgãos genitais merecem todo o cuidado, independentemente da extensão da área afetada.

Para saber se a pessoa está respirando, aproxime o ouvido à boca dela e observe o movimento do tórax (a parada respiratória leva à morte no período de três a cinco minutos). Verifique também se ela teve parada cardíaca, sentindo a pulsação nos punhos, pescoço ou virilha. 
  ​

Nesses casos, deite a pessoa de barriga para cima, abra a boca dela, puxe a língua e retire dentaduras ou pontes, para facilitar a entrada do ar.
Se a vítima apresentar parada respiratória, faça a respiração boca-a-boca. Se houver parada cárdio-respiratória, recorra às técnicas de ressuscitação.



​​